Remedios para a InsoniaA recomendação é que os remédios para a insonia apresentem baixo risco de dependência e que sejam tirados aos poucos. Muitas pessoas tomam remédios para a insonia indevidamente e ficam dependentes passado algum tempo.

O problema da dependencia de remédios e medicamentos para a insónia é que as doses dos medicamentos tem de ser aumentadas ao longo do tempo para ter o mesmo efeito e para o paciente conseguir adormecer. Assim o melhor é fazer um tratamento contra a insonia sem medicamentos ou remédios.

A ascensão das duas modalidades de tratamento é o sinal evidente de que o moderno controle da insônia baseia-se principalmente em opções mais delicadas. Meditação e acupuntura, por exemplo, encontram-se entre elas. Elas atuam na redução da ansiedade e no controle do stress, dois fatores que levam ao problema.

Porém, há situações na quais só as terapias não farmacológicas não bastam. Não é raro a insônia estar associada a alterações e transtornos mentais, como a depressão. Nestes casos, o remédio ainda é indispensável. Contudo, a necessidade de usar medicamentos é algo que nem todos aceitam de imediato.

Segundo o novo modelo de tratamento em vigor agora no Brasil, nos casos nos quais há real necessidade de remédio contra a insonia, o ideal é escolher entre as versões mais modernas de algumas medicações pois elas apresentam menos risco de dependência Algumas, entretanto, ainda não estão disponíveis no Pais. Depois a recomendação é que o medicamento seja retirado aos poucos, com o apoio de terapias como a TCC.